terça-feira, 2 de setembro de 2014

O dia em que todos os jornais acertam

Hoje é um dia diferente. Os escaparates têm imensas caras novas de jogadores e, pasme-se! acertaram em todas as contratações. 

Todos - mas todos - os jogadores que proliferam nas páginas dos diários desportivos (e não só) de hoje assinaram contrato, cumpriram os devidos testes médicos e fizeram as respectivas actualizações nos twitters e facebooks. Os super-agentes fazem depósitos gordos em off-shores e os jogadores fazem as delícias dos agentes imobiliários, na já corriqueira labuta pelo sitio mais chique onde pensam passar os serões a jogar playstation, optando talvez pelo sítio com melhor piscina ou pátio para os típicos churrascos brasileiros de fim de semana. No fundo, o melhor sítio para a selfie da moda.

Estarei a sonhar? Numa realidade alternativa? Bebi demais ontem e não dei por isso? O namorado da curvílinea alemã que se bamboleava à minha frente na discoteca, deu-me uma valente paulada na testa?

Não, nada disso. Simplesmente, fechou ontem o mercado de transferências.

Deve ser o dia mais chato que existe dentro das redações dos jornais desportivos. Nada de especulação, só factos. Factos? Mas isso vende? - "Ora bolas, que chatice! Mas afinal foi para isto que vim para esta profissão? Relatar a realidade? Quero a minha silly season de volta!" - Pensam os estagiários.


Como deve ser bom poder usar da imaginação. Final de dia, preparação da notícia bombástica da edição seguinte, todos de volta do chefe lá da baíuca, à Lá "Daily Mail" : 
- "Hoje precisamos de uma grande capa! Ideias, pessoal?"
- "Que tal algo com o Enzo?" 
- "Três dias seguidos é capaz de ser demais, ó Clark Kent caloiro."
- "Já sei, implantamos uma notícia em Itália e usamos isso como fonte. Qualquer coisa com o Luisão e a Juventus, talvez?"
- "Epá, excelente ideia, rapaz! Tratem disso, pessoal. Vamos vamos, antes que outro tenha a mesma ideia!"
(qualquer parecença deste diálogo com a realidade será uma sorte do caraças ou uma coincidência sortuda)

Depois dos milhentos jogadores que eram para entrar e os outros tantos que, todo o santo dia, iam para um qualquer colosso endinheirado do futebol europeu, finalmente podemos centrar a nossa atenção naquilo que verdadeiramente interessa. E já não era sem tempo!

Até Janeiro, Jorge Mendes e Peter Lim! Nos entretantos...que role a bola, e que se olhe apenas para dentro de campo e não para tudo o que circula em volta dele.

Carrega Benfica!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...