quarta-feira, 27 de agosto de 2014

A lavar mais branco desde 1906 (ou 1893, depende da quantidade de lixívia usada)

Eu disse lavar? Era outro verbo que queria usar. Um que começa com a letra R e acaba em AR. Pelo meio tem um O, um U e um B. E, se não me engano, nesta precisa ordem.

Atente-se ao excerto do jogo do fim de semana no seguinte link: 

Se provas quiséssemos do tratamento que a comunicação social está a dar ao clube Espanhol que este ano foi convidado a ganhar o campeonato nacional, não seria preciso ir mais longe. Um lance de penalti/expulsão que não foi repetido ou sequer analisado pelos comentadeiros da praxe durante a semana. Nada. Zero. Menos um. Porquê? Porque foi conveniente e cirurgicamente obliviado pela realização da SportTv.  Uma operação à lá Leonardo di Caprio, no filme Inception. Não está registado? Não existiu, pois está claro.

O jogador do Paços ficou a rebolar no chão -pudera! com aquela cacetada que levou no queixo- mas o que interessou foi mostrar os treinadores, desviar o foco dali, usando a câmara que estiver mais à mão. Faz lembrar quando entra um adepto no relvado num jogo da Champions, em que a ordem é desviar o atenção para as bancadas, ajudando, e bem, a não promover a repetição desse acto. A ideia é a mesma, a motivação é que é inversa: promover a sua repetição futura, no mesmo cenário de impunidade. O ano passado tivemos o cheirinho disto no caso Quaresma na ilha da Madeira. É, eu não fui "inceptionado".

Consigo até imaginar que existe, sentado ao fundo da régie da SportTv, um senhor contratado só para este efeito: óculos escuros à mafioso, fato escuro à mafioso, gravata à mafioso, sapatinho preto engraxado à port... perdão, mafioso. Se não é um avençado do clube espanholizado, engana qualquer um mais distraído.

Repare-se na imaginação deste escriba: está a decorrer o jogo muito bem, o realizador na sua lufa lufa a tentar acompanhar a velocidade estonteante deste futebol maravilha praticado pelo clube de sotaque basco -troca câmara, tira plano, mete repetição, saca reportagem- e, de repente, aparece este lance pela frente. É chegada a hora deste senhor entrar em cena. Como se de um super vilão que consegue parar o tempo tratasse, através de um calmo mas profissional gesto, carrega num simples botão e voilá! a transmissão passa de imediato para a câmara que acompanha em permanência um dos treinadores (um qualquer, tanto faz). Quem o vê operar, percebe de imediato a imensidão da arte deste sisudo senhor, de certeza obtida pelos anos e anos de prática permanente. Poucos segundo depois, volta tudo ao normal e a "sala das máquinas" volta a ser comandada por quem de direito. 

Com mais um dia normal de trabalho terminado deste misterioso personagem, é chegada a hora de retornar para o aconchego familiar do lar. Não sem antes fazer um ligeiro desvio para receber a devida compensação, seja em géneros frutícolas ou em derivados de lacticínios.

De todas as justificações que arranjo para tão grande incompetência do realizador, apesar de Tarantinesca, esta ainda é a que me parece mais plausível. Todas as outras implicam algo como ser de facto muito mau na sua profissão ou, por exemplo, a existência de linha editorial da SportTv para agradar a certo e determinado grémio desportivo/público alvo. Nah, realmente, que absurdo!

PS - O título do texto advém deste facto conhecido, que foi desmacarado aqui : 
http://em-defesa-do-benfica.blogspot.pt/2011/10/que-intrujice-fc-porto.html


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...